Secretaria Municipal de Educação estuda melhor forma de conceder reajustes aos servidores da pasta

Secretaria Municipal de Educação estuda melhor forma de conceder reajustes aos servidores da pasta

A secretária municipal de Educação, Cléu Pince, informa que: “Já iniciamos um estudo para estruturar o plano de carreira dos servidores administrativos. Além disso, estamos cientes e não concordamos com a situação em que se encontra o vencimento dos professores, contudo, não podemos agir de forma irresponsável e dar um reajuste entre os diferentes níveis de formação sem planejamento.”

“Por isso, em parceria com secretários de educação de outros municípios estamos estudando o plano de cada um e o que é mais vantajoso para o professor, inclusive, com valores da realidade atual e o impacto que causará, o que será proposto, de forma a não comprometer e nem prejudicar os pagamentos que são feitos mensalmente, inclusive de forma antecipada.”

“Após esse estudo dos planos circunvizinhos, uma equipe especializada em finanças, selecionada de forma legal e imparcial, por processo licitatório, irá apresentar um diagnóstico da realidade.”

“Ressaltamos que em breve realizaremos alguns encontros diretamente com os servidores, para que possam ver, ouvir e opinar.”

“O diálogo da secretaria de educação será com todos os servidores da educação, sem monólogo, nem imposição, além disso, por ser esse ano um período eleitoral, pessoas querem de toda forma fazer movimento apoiando um lado e tentando enfraquecer o outro. Ressalto que não voltei para a pasta da educação para passar por situações do tipo, mas quero apenas ajudar, assim como já consegui com o concurso de 2013, com embargo judicial há quase 7 anos. Todos sabem que sou professora e que em 2016 voltei para a minha função em sala de aula e em 2021 voltarei novamente. Portanto, temos apenas alguns meses para lançar o processo seletivo temporário por meio de prova, para nível fundamental até superior, reestruturar o plano de carreira do administrativo, atender o maior número possível de crianças da educação infantil e a totalidade dos alunos com 4 e 5 anos. E claro, dialogar o plano de salário dos professores. Além de outras propostas, dentre elas, tentar flexibilizar, por meio legal, a carga horária do professor para que ele possa conciliar com outras funções que desempenha em outros lugares, ou ampliar no município e receber por isso, além de instalar nas escolas, de forma gradativa, máquinas xerocopiadoras, o sistema de segurança e os aparelhos de ares-condicionados, que inclusive parte já foi adquirida por meio de adesão a Ata de Registro de Preços, licitação ocorrida em âmbito federal, prevista na Lei 8.666/93.”

“Portanto, coloco-me a disposição para esclarecimentos que se fizerem necessários, inclusive divulgando o meu telefone institucional 61 99532 2285.”

“Obrigada a todos pelo carinho e respeito.”

Profa. Cléu Pince
Secretária Municipal de Educação de Luziânia

Fechar Menu