COMUNIDADE DO BAIRRO INDUSTRIAL CONVIDA PREFEITA PARA CAFÉ DA MANHÃ COMUNITÁRIO

COMUNIDADE DO BAIRRO INDUSTRIAL CONVIDA PREFEITA PARA CAFÉ DA MANHÃ COMUNITÁRIO

Na manhã de sábado, 14 de março, a prefeita de Luziânia, professora Edna, participou de uma missa realizada na Capela Santa Teresinha, na comunidade do bairro Industrial. Após a missa, a convite de lideranças locais, a prefeita foi recebida para um café da manhã com a comunidade.

Na oportunidade foram debatidos diversos assuntos relacionados a atual conjuntura administrativa do município e melhorias para o bairro.

 “Nós estamos abertos ao diálogo com a comunidade, ouvir suas demandas e sugestões. A partir do que é sugerido, nós avaliaremos se o que está sendo pedido não compromete a capacidade financeira e fiscal do município e caso seja pertinente colocaremos em prática as solicitações. Evidentemente, a participação da população é fundamental, é um exercício de cidadania que sempre será valorizado por mim e por minha equipe”, afirmou a prefeita.

A comunidade compareceu em grande número ao evento, e demonstrou satisfação em receber e interagir diretamente com a autoridade municipal.

Para Maria Helena Silva, 51 anos, moradora do bairro desde sua fundação, “isso é muito importante para nós moradores, pois nunca tivemos acesso junto às autoridades. Hoje conseguimos levar nossas necessidades e sermos ouvidos”, falou.

DIÁLOGO DIRETO E TRANSPARÊNCIA

Uma das marcas que tem qualificado a atual gestão municipal é o diálogo e a transparência com que são tratados todos os munícipes.

Ações como a prestação de contas dos 10 primeiros dias de gestão e a implantação das 10 principais medidas de Transparência e Austeridade são prova disso.

Somente nesse mês já foram realizados mais de 400 atendimentos diretos a moradores, lideranças comunitárias, vereadores e funcionários públicos.

“Essa forma dialogada de governar é importante para definirmos ações políticas e administrativas diante das demandas e reivindicações recebidas, sendo que muitas são respondidas durante o tempo da reunião com a comunidade, enquanto outras, por sua maior complexidade, são levadas para estudos de viabilidade”, explicou a prefeita.

Fechar Menu